Buscar
  • Fábrica de bolo

Como voltar ao mercado de trabalho?

Atualizado: 30 de Set de 2019

Ficar disponível para o mercado de trabalho é um período difícil, que pode trazer dúvidas, incertezas e medos para a vida do profissional. De acordo com dados divulgados pelo IBGE, após perder o emprego, o profissional pode demorar pelo menos 8 meses até conseguir uma recolocação, podendo esse tempo ser ainda maior para quem está parado há muito tempo.

Diante desse cenário desanimador, conseguir recolocar-se no mercado parece ser uma tarefa quase impossível, porém, mesmo nesse período de turbulência na economia é possível garantir uma oportunidade.

Quer saber como? Então continue conosco para descobrir como se recolocar no mercado de trabalho.


1. Autoconhecimento

Essa nova fase deve ser aproveitada para o profissional conhecer melhor a si mesmo, saber o que gosta realmente de fazer e criar um objetivo. Para isso é necessário que sejam feitas as seguintes perguntas:


  • Onde quero ir?

  • Como faço para chegar?

  • Qual é o meu objetivo?

  • No que sou bom?

  • O que preciso melhorar?


A partir do momento que se descobre para onde quer ir, a jornada fica mais específica, abrindo espaço para o profissional analisar o que precisa ser melhorado para atingir seu objetivo.


2. Qualificação

Após se conhecer melhor e estabelecer um objetivo claro, já é possível avançar para o próximo passo: melhorar a qualificação.


A melhor forma de sair do desemprego e conseguir se recolocar no mercado é aproveitando o tempo livre para investir na capacitação profissional, por meio de cursos — muitos deles gratuitos —, que desenvolvam as habilidades necessárias para desempenhar o cargo desejado.


Também existem outras formas de adquirir conhecimento além dos cursos, como palestras gratuitas, feiras da sua área de atuação, bootcamps, workshops, etc. O importante é não deixar de procurar aprendizado.


3. Networking

Indicação ainda é um dos melhores meios de conseguir uma oportunidade de trabalho, portanto, quando participar de algum evento da sua área, procure criar (ou ampliar) sua rede de networking.


Manter contato com seus amigos e antigos colegas de trabalho também pode ser uma boa ideia. Apenas não se esqueça que o relacionamento deve ser genuíno, ou seja, não deixe a amizade em segundo plano quando conseguir um novo emprego. Mantenha sempre uma amizade sincera.


4. Super currículo

Um super currículo é aquele que se destaca logo de cara dos demais que chegam até o recrutador. Para montar um desses, é necessário investir em um design diferenciado e limpo, além de deixá-lo com no máximo duas páginas.


Lembre-se de inserir no seu currículo informações como objetivo, cursos, experiência profissional e formação de uma maneira clara e objetiva, sempre destacando seus méritos e conquistas.


5. Entrevista

Ficar cara a cara com o recrutador é um dos momentos que mais geram ansiedade para quem está fora do mercado há muito tempo, porém, é preciso encará-lo de frente e de maneira honesta.


Se o profissional teve algum motivo específico para fora do mercado — como cuidar de algum familiar ou ter filhos —, é importante mencioná-lo na entrevista. Muitas vezes essa atitude é bem vista pelas empresas.


Saber se vender bem para o entrevistador é outra atitude que conta muitos pontos a favor do profissional, portanto, é preciso passar confiança ao se comunicar e ter um bom conhecimento dos seus pontos fortes, para saber passá-los de um jeito que capture a atenção de quem está entrevistando.


6. Empreenda

Conseguir uma recolocação no mercado após muito tempo de inatividade pode ser uma tarefa difícil, principalmente quando a área de atuação está em crise ou com saturação de profissionais. Nesse caso, abrir o próprio negócio pode ser uma boa saída.


De acordo com um estudo realizado pela ABF, o setor de franquias alcançou a impressionante marca de R$79,4 bilhões de faturamento em 2018, sendo uma ótima oportunidade para quem busca abrir o próprio negócio.


Outra vantagem do franchising é o baixo risco em abrir uma unidade, pois, geralmente a franqueadora já possui um modelo de negócio bem estruturado e pronto para ser usado, trazendo mais segurança para o franqueado.


Nesse artigo apresentamos 6 dicas para conseguir voltar ao mercado de trabalho. A jornada pode ser frustrante e desafiadora para alguns, principalmente quando os currículos enviados são ignorados pelas empresas, mas o importante é não desanimar, ter paciência e melhorar seu desempenho a cada dia.

0 visualização
11 2385-8106

fale conosco: 

"Respeito ao próximo, vontade de

vencer e muito sabor são os ingredientes que movem a minha história de vida"

Parceiros estratégicos:

Desenvolvido por DMAIS1